Nossa História

Até o ano de 1957, em todo o Estado do Mato Grosso do Sul, que naquela época fazia parte do Mato Grosso, havia uma só Diocese, a de Corumbá. Com o crescimento demográfico das regiões de Campo Grande e Dourados, fez-se necessário à criação de novas dioceses, e o então bispo de Corumbá, Dom Orlando Chaves, tratou de encaminhar a Nunciatura do Brasil e, por esta, à Santa Sé, o projeto de duas novas dioceses, a serem desmembrados da de Corumbá e com sede em Campo Grande e Dourados, respectivamente.
Depois de demorados estudos e analises referentes aos mencionados projetos, foram estes aprovados pela Santa Sé.
Data da criação da Diocese: no dia 15 de junho de 1957, o Santo Padre, o Papa Pio XII, pela Bula “Inter Gravíssima”, criou as Dioceses de Campo Grande e Dourados.
1º Bispo 1958 a 1960: O mesmo Papa Pio XII nomeou, em 23 de janeiro de 1958, o primeiro Bispo de Dourados, Mons. José de Aquino Pereira, do clero secular da Diocese de São Carlos–SP. Em 13 de abril de 1958, na Catedral de São Carlos, Dom José de Aquino Pereira foi ordenado Bispo e em 26 de maio do mesmo ano se realizou a instalação da nova Diocese e a solene posse do seu primeiro bispo. A festa foi de um esplendor extraordinário. A posse se realizou na frente da antiga Igreja Matriz de Dourados, que se tornou, com a criação do bispado, a Pró-Catedral. O então novo bispo de Cuiabá, Dom Orlando Chaves, representou o Núncio Apostólico e deu posse a Dom José de Aquino, em presença de Dom Ladislau Paz, bispo de Corumbá, pelo clero da Diocese e muitos outros padres, autoridades e numerosa quantidade da população local. Dom José ficou dois anos e oito meses no governo da Diocese, sendo transferido para o Estado de São Paulo.

2º Bispo 1961 a 1970: Foi sucedido por Dom Carlos Schmitt, OFM que esteve à frente do pastorei da Diocese. Dom Carlos renunciou ao governo diocesano.

3º Bispo 1971 a 1988: Foi sucedido por Dom Teodardo Leitz, OFM que realizou seu serviço episcopal-pastoral.

4º Bispo 1990 a 2001: Foi sucedido por Dom Alberto Forst, Ocarm que esteve à frente do pastorei da Diocese. Depois de ser sucedido por Dom Redovino, viveu entre nós como bispo emérito até o inicio de 2009.

5º Bispo 2001 a 2015: Foi sucedido por Dom Redovino Rizzardo, CS nascido no Rio Grande do Sul. Ordenação episcopal dia 25/03/2001. Chegou a Dourados como Bispo Coadjutor desde 05/04/2001. Bispo titular desde 05/12/2001. E em 21 de outubro de 2015 Dom Redovino, CS tornou bispo emérito e ficando como Administrador apostólico até 30/01/2016. E continuou vivendo como bispo emérito até 06/11/16 quando veio a falecer por grave crise de saúde.

6º Bispo 2016: Foi sucedido por Dom Henrique Aparecido de Lima, CSsR que foi ordenado e empossado no dia 30 de janeiro de 2016 por Dom Darci José Nicioli, CSsR em uma grande celebração organizada pela Diocese de Dourados esta ordenação foi realizada na Diocese de Dourados a pedido dos padres diocesanos e das lideranças.




Brasão

Brasão

Formado de duas cores e dois símbolos:
O verde fala da maravilhosa natureza com que Deus nos brindou, e que precisa ser defendida e cultivada.
O azul nos apresenta as águas que dão vida por nascerem do Coração transpassado de Jesus.
O Coração atesta que fomos escolhidos por Deus para formar a Diocese do Coração de Jesus.
O peixe nos convida a agradecer a Deus por residirmos na Diocese de Dourados, a terra de todos os povos. Bandeira

Composta por três cores. O vermelho fala do amor e da espiritualidade de comunhão que nos tornam irmãos e irmãs, filhos amados de Deus.

O amarelo lembra a realidade que nos cerca e que, a exemplo do que acontecia com o mítico rei Midas, se renova quando é tocada por quem escolhe o amor como ideal de vida. O azul nos oferece o segredo de nossa realização humana e cristã: «Os discípulos perseveravam unânimes em oração, com Maria, mãe de Jesus» (At 1,14).

Bandeira

Bandeira

Composta por três cores.
O vermelho fala do amor e da espiritualidade de comunhão que nos tornam irmãos e irmãs, filhos amados de Deus.
O amarelo lembra a realidade que nos cerca e que, a exemplo do que acontecia com o mítico rei Midas, se renova quando é tocada por quem escolhe o amor como ideal de vida.
O azul nos oferece o segredo de nossa realização humana e cristã: «Os discípulos perseveravam unânimes em oração, com Maria, mãe de Jesus» (At 1,14).

Foranias

Foranias

A Diocese de Dourados é composta por 6 foranias. Forania é a união de diversas paróquias mais próximas territorialmente para favorecer o trabalho pastoral mediante uma ação em comum. Cada forania possui um representante legal eleito pelos representantes das paróquias (párocos e vigários) por 2 anos, que por sua vez, representam aquele território, ou seja, a forania junto ao conselho presbiteral. Veja a seguir quais são, respectivamente, as foranias e seus forâneos:








1.Forania Amambai
Vigário Forâneo: Pe. Angel F. Casabon Vicente, IVE
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora – Amambai
2. Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Aral Moreira
3. Paróquia Senhor Bom Jesus – Caarapó
4. Paróquia São Francis de Assis - Caarapó
5. Paróquia Imaculada Conceição – Coronel Sapucaia
 
2. Forania Dourados Leste
Vigário Forâneo: Pe. Alex Gonçalves Dias
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Nossa Senhora de Fátima
2. Paróquia Nossa Senhora do Carmo
3. Paróquia Rainha dos Apóstolos
4. Paróquia Santa Teresinha
5. Paróquia São Carlos
6. Paróquia São Pedro
7. Paróquia Santo Elias
8. Paróquia São Francisco

3. Forania Dourados Oeste
Vigário Forâneo: Pe. Vilmo Nolasco de Souza
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Bom Jesus
2. Paróquia Imaculada Conceição
3. Paróquia Nossa Senhora Aparecida
4. Paróquia São João Batista
5. Paróquia São José Operário
6. Paróquia Cristo Rei – Laguna Carapã
7. Paróquia Sagrado Coração de Jesus
8. Paróquia Santo André

4. Forania Fátima do Sul
Vigário Forâneo: Pe. Arildo Chaves Nantes, Betel
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Deodápolis
2. Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Fátima do Sul
3. Paróquia Nossa Senhora da Glória – Glória de Dourados
4. Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora – Indápolis
5. Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos – Vicentina

5. Forania Ponta Porã
Vigário Forâneo: Pe. Paulo do N. Souza
Paróquias:
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Antônio João
2. Paróquia Jesus Misericordioso e Santa Faustina – Itamaraty
3. Paróquia Divino Espírito Santo – Ponta Porã
4. Paróquia São José – Ponta Porã
5. Paróquia São Vicente de Paulo - Ponta Porã

6. Forania Rio Brilhante
Vigário Forâneo: Pe. Luiz Fernando dos Santos
Paróquias que compõem a Forania:
1. Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Douradina
2. Paróquia São José – Itaporã
3. Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Maracaju
4. Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora - Maracaju
5. Paróquia São Cristóvão – Nova Alvorada do Sul
6. Paróquia Divino Espírito Santo – Rio Brilhante