XIII ASSEMBLEIA DA CÁRITAS DIOCESANA - 2018

pic

"Vós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo"

 

No ultimo sábado, 17/02, a Cáritas Diocesana de Dourados realizou a sua XIII Assembleia Geral, na Paróquia Santo André em Dourados, com o tema "Compartilhe a Viagem, em referencia a campanha mundial da Cáritas e do Papa Francisco em favor dos refugiados de todo o mundo.

Contando com a participação de cerca de 40 pessoas, sendo elas: agentes-cáritas, diretores, conselheiros fiscal, membros das Cáritas Paroquiais, de pastorais sociais e de entidades parceiras, além de Dom Henrique, bispo diocesano e presidente de honra da Cáritas Diocesana.

Cheios de alegria e fraternidade, refletiram sobre os avanços na ação da Cáritas, obtidos durante o ano de 2017, tanto a nível diocesano quanto paroquiais, nas paróquias onde a Cáritas atua e definiram as sua prioridade de ação para este ano de 2018.

https://caritasdourados.webnode.com/_files/200000061-5f801607d2/700/27973530_531137467273549_4671875040290063904_n.jpg

A assembleia iniciou-se com uma mística com o tema "Vós sois todos irmãos" (Mt 23, 8). E logo após as boas vindas e apresentação dos participantes, a Cáritas de Dourados apresentou o seu relatório analítico de 2017, com as suas principais iniciativas e as atividades desenvolvidas na dimensão da Economia Solidária, Comunicação, Formação e Espiritualidade, Pastoral de conjunto, Projetos solidários, campanhas etc.

Após a Prestação de contas, já aprovada pelo Conselho Fiscal, cada Cáritas paroquial apresentou seu relatório de atividades referente a 2017 e seus anseios para este ano de 2018, sendo elas: Cáritas Paroquial de Maracaju, Cáritas Paroquial de Coronel Sapucaia, Cáritas Paroquial de Nova Alvorada do Sul (em formação) e Cáritas Comunitária do Itamarati.

Em sua fala, Dom Henrique destacou a importância do trabalho da Cáritas e reforçou a sua missão em defender e promover a dignidade da pessoa humana. A Cáritas não é uma entidade meramente assistencialista, mas sim, promotora da vida, pois ela tem o dever de valorizar o ser humano, de estar sempre no meio do povo, dos mais simples, dos mais pobres, dos mais vulneráveis, sendo eles os que mais necessitam e os que mais sofrem. Destacou também a importância da alegria, do amor e da disposição dos agentes cáritas, que levam a fraternidade e a ternura aos seus assistidos.

O grupo presente na assembleia estudou e refletiu também a importante da organização de trabalho da Cáritas e para isso, divididos em grupos, elaboraram as suas propostas para os denominados "Espaços Auxiliares de Gestão", sejam eles, comissões, grupos de trabalho ou comitês, responsáveis por auxiliar a Diretoria e Conselho Fiscal na gestão da Cáritas.

Dessa forma, a nível diocesano, ficaram definidas as equipes de: Mística e Espiritualidade, Formação, Comunicação, Campanhas, Projetos Solidários, Financeira, Ornamentação, Voluntários extraordinários, Direitos Humanos, Centro de Integração ao Migrante e Refugiado, Cáritas é Igreja, Parcerias, Fundo Solidário para a Ação Social e Espaços de Articulação e Controle de Políticas Públicas.

Definindo os Espaços Auxiliares de Gestão, a Cáritas elegeu as suas prioridades estratégicas de ação para 2018, sendo elas:

- Espaços Auxiliares de Gestão;

- Migração e Refúgio;

- Formação e Espiritualidade;

- Cáritas Paroquiais - Fortalecimento da Rede;

- Convivência com os Biomas;

- Comunicação.

Compôs também a agenda diocesana, em comunhão com a agenda nacional e as agendas paroquiais da Cáritas. E após os informes finais e avaliação, tida como bastante positiva pelos participantes, encerrou-se a assembleia com uma mística final, destacando a importância do trabalho social conjunto e fraterno à luz das velas solidárias do Projeto 10 milhões de estrelas.

 

Por: Josiane Bezerra - Comunicação Cáritas Diocesana de Dourados.

Fotos: Fátima Matos/Cáritas e Estenislau Sanabria/Rádio Coração

https://caritasdourados.webnode.com/_files/200000062-91e3092ddb/450/DSC03558.JPG