• Rádio Online
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Anterior


Reunião do Clero da Diocese de Dourados-MS

12/06/2017

Anterior

Próxima


Arraiá do Santuário da Vila São Pedro é sucesso de público

20/06/2017

Próxima
14/06/2017
60 anos de vida e missão da Diocese de Dourados, Jubileu de brilhante!
Por: Rádio Coração

     60 anos de vida e missão da Diocese de Dourados, Jubileu de brilhante!

 

 Artigo de nosso bispo diocesano, publicado originalmente na Revista 'Elo' do mês de junho de 2017


     Queridos irmãos e irmãs, saudações em Cristo Jesus Ressuscitado, nossa Páscoa! Neste mês de junho vamos refletir um pouco sobre a festividade dos 60 anos da criação da Diocese de Dourados em 15 de junho de 1957, pelo Papa Pio XII. Com certeza, para a época, foi um momento histórico e mais ainda de muita alegria para todos. Pois pertencíamos à Diocese de Corumbá a quase seiscentos quilômetros de Dourados. Foi um grande feito para a época: trazer a Igreja para mais perto do Povo de Deus. Porém, não deixou de ser um trabalho árduo para os primeiros bispos, para os poucos padres, religiosos (as), para as poucas lideranças que havia na região do sul do Mato Grosso, lembrando que a capital era Cuiabá até 1977 a quase mil quilômetros de Dourados. Com a Graça de Deus e o esforço de cada um e de todos, trabalhando em comunhão, para o Reino de Deus, a Evangelização aconteceu e com certeza continuará acontecendo.


     Hoje, 60 anos depois, podemos ler a história e a caminhada bonita de nossa diocese, nos encantar por ela e celebrar com alegria tantos passos dados de cada pessoa, nas várias instâncias da missão: um verdadeiro discipulado no seguimento de Cristo Jesus.


     Por isso, não podemos perder de vista esse bem precioso que a nossa diocese conquistou, através da evangelização. Saber valorizar cada pessoa que ajudou e continua ajudando nessa caminhada evangelizadora. Assim agradecemos: as congregações, sejam elas masculinas ou femininas vindas de tantos lugares do Brasil, que ao longo desses anos doaram suas vidas nesta diocese e, continuam dando para evangelizarem em nossa diocese. Aos Padres diocesanos de outras dioceses e destacando aqui a Diocese de Caxias do Sul – nossa Igreja Irmã na época - que por treze longos anos, de 1970 a 1983, doaram suas vidas na então Forania de Nova Andradina: Angélica, Ivinhema, Bataiporã e também Naviraí. Agradecemos aos nossos primeiros padres diocesanos, que no início, com muitas dificuldades, foram formados em outras dioceses, por não ter estrutura própria aqui e depois voltarem para servirem na sua diocese mãe. Ao longo dos anos, Graças a Deus e o esforço de muitos, foi firmada uma boa estrutura para o Propedêutico e em Campo Grande para os estudos de Filosofia e Teologia. Na diocese temos 26 padres diocesanos e um diácono transitório. Isso é muito bom! Temos um excelente trabalho vocacional, o SAV diocesano colhendo e cuidando das novas vocações e assim um número bom de seminaristas: propedêutico, filosofia e teologia.


     Aos diáconos permanentes. Uma vocação muito bonita em que homens casados também doam partes de sua vida e colabora imensamente no serviço de evangelização, em nossa diocese. Aos cinco bispos, desta diocese, que doaram suas vidas, buscando melhorar cada vez mais toda estrutura pastoral diocesana, tanto pessoal como física e econômica, das quais podemos desfrutar hoje, possibilitando a continuidade crescente em todas as formas de evangelização.


     Todas as lideranças que ao longo dos anos também doaram suas vidas, nos mais diversos serviços pastorais, em todo o território diocesano.


     A criação da Diocese de Naviraí, desmembrada de nosso território diocesano, facilitou a criação de novas paróquias, a evangelização e a proximidade do padre e também do bispo com o povo de Deus e também a formação de novas lideranças. Tudo isso é muito bonito. É isso e muito mais que queremos celebrar ao longo desses sessenta anos de vida e missão nesta diocese.


     Quando eu cheguei, como bispo desta diocese, percebi que esta é uma diocese muito viva, muito rica no trabalho pastoral e na vida cristã. Com certeza tudo isso faz parte de todo o trabalho evangelizador, desde a sua criação e continuou ao longo desses anos.


     Assim meus queridos irmão e irmãs, que atuam em todos os tipos de trabalhos pastorais, em cada canto de nossa diocese: padres, religiosos (as), diáconos, seminaristas, todas as lideranças e o povo de Deus, eu convido vocês a continuarmos de mãos dadas, em comunhão no discipulado de Jesus Cristo, firmes no encontro pessoal com Ele e assumindo, a cada dia com sinceridade e alegria, o compromisso de discípulos missionário de Jesus Cristo, numa Igreja em saída.


     Venha participar conosco, no dia 25 de junho, da Romaria Diocesana do Sagrado Coração no Santuário Diocesano na Vila São Pedro, conforme a programação que você receberá através de sua paróquia. Sejam bem vindos e celebraremos essa grande festa jubilar de brilhantes.


     Louvado seja o Sagrado Coração de Jesus: nós temos confiança em Vós!


Dom Henrique A. de Lima, CSsR

Bispo Diocesano de Dourados


Artigo publicado originalmente na Revista 'Elo' do mês de junho/2017












Dourados - MS - 79800-000
Tel: 67 3422-6910

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.